1 de julho de 2015

[Resenha] A Evolução de Calpúrnia Tate - Jacqueline Kelly

   
Bom!
Tradução: Elisa Nazarian | Título Original: The Evolution of Calpurnia Tate| Diagramação: Osmane Garcia Filho | Páginas: 382| Lançamento: 2014 | Primeira Edição | Skoob | Compre | Livro cedido em parceria pela editora Única.
“O verão passou lentamente e encontrei alívio no frescor do rio e na penumbra do laboratório do vovô..."

 Oi, gentes! :D Sim, finalmente trago a resenha desse livro aqui para vocês, acho que muitos se apaixonaram pelas aparência dele, não é mesmo? Antes de iniciar a resenha, preciso comentar com vocês que quando vi a capa desse livro, desde já, tinha sido conquistado, outra coisa que me interessou foi a proposta dele, assim que li a sinopse eu fiquei bastante curioso a respeito da protagonista ser tão jovem, e por ser um assunto que não tinha lido em livros assim, que é sobre a origem da vida

 "A Evolução de Calpúrnia Tate" foi publicado pela Editora Única, selo da Editora Gente, e nos apresenta uma garota totalmente adoradora da natureza #goodvibes (não, pera...) e apaixonada por livros, especialmente o do Charles Darwin. Essa foi a primeira obra literária que leio do selo, e apesar de não ter sido uma leitura totalmente proveitosa e fluída, eu realmente ganhei várias informações ainda mais do que já havia estudado, ele é um ótimo pedido, principalmente para a escola, com um aprofundamento na matéria de Biologia.


 Conhecemos então, Calpúrnia Virgínia Tate, ou apenas Callie Vee, uma garota de onze anos que não leva uma vida muito fácil, ela é imposta a fazer muitas coisas que a sua mãe deseja, incluindo tocar piano e cuidar da casa, além disso, entre seis irmãos – Harry, Sam, Lamar, Travis, Sul e o mais novinho da turma, Jim – ela é a única menina da família, e por mais que ela tenha uma grande quantidade de “manos” o único que ela tem mais afeto é o Harry e foi ele quem mais ajudou a jovem na jornada em busca do conhecimento, outro aspecto é o nome dela, que apesar de ser bem diferente, tem tudo relacionado ao que iremos encontrar durante o passar das páginas. 

 Ela mora no Texas, e o livro é narrado na época de 1889, umas das coisas que reparei com a protagonista é que mesmo ela sendo tão jovem já tem um dom para escrever, inclusive, ela adora ler (Alguém se identificou por aqui? haha). A garota sempre foi interessada em um livro que realmente a define completamente, nomeado “A Origem das Espécies” escrito por Darwin. Certo dia, ela foi em busca de tentar pegar esse livro na biblioteca, junto com seu irmão Harry, porém, Callie, infelizmente, acabou nem levando a obra tão desejada por causa da bibliotecária muito barcaça (péssimo atendimento, friend). Antes dela entrar na biblioteca, a jovem acaba recebendo uma caderneta de anotações para observações científicas, do seu irmão Harry.



 Diante da leitura, conhecemos o avô da Calpúrnia, Walter Tate, um naturalista, ou seja, ele é um misto de estudioso e aventureiro que centra seu interesse em regiões ainda desconhecidas, observando e descrevendo o meio ambiente, ao descobrir que o seu avô se interessa pelas mesma coisas que ela gosta, os dois acabaram ficando muito próximos e desvendando milhões de mistérios relacionados a origem das espécies. Sempre quando Callie tem alguma sugestão ou uma dúvida ela anota em sua pequena caderneta, e quanto mais ela anota, mais vamos descobrindo o caso e desvendando incríveis mistérios. 

 Mas a final, porque a jovem resolveu "seguir" a natureza? Bom, após ela perceber que havia casos diferentes em seu quintal, como exemplo, gafanhotos amarelos e bem maiores que o que estamos acostumados a observar, ela decide questionar a seu irmão Harry e o seu avô, porém eles não sabem a resposta e então a jovem decide encontrar todas as pistas e conseguir achar a solução. Juntos, eles pretendem desvendar e entender as charadas da natureza e claro, de Darwin, a cada capítulo um novo acontecimento importantíssimo.



  Apesar de não ter lido nenhum livro, exceto os didáticos, a respeito de biologia, eu me apeguei bastante a respeito da história. A parte gráfica do livro está impecável, ao se deparar com essa capa já temos uma percepção de o que iremos encontrar em sua diagramação e claro, o trabalho da Editora Única está muito bom, a fonte é grande e apesar de aparentar ser um livro com uma grande quantidade de páginas é apenas a folha que é grossa e também incluindo a letra dele. Quando vamos iniciar um capítulo deparamos uma caligrafia totalmente linda e meiga, além disso, temos a presença de trechos do livro “A Origem das Espécies” ao conhecermos uma nova parte, simplesmente genial e só tenho elogios! 

 Bom, apesar do enredo ter sido interessante, algumas partes foram bastante entediantes, pois eles só focaram a respeito de tal espécie, sabemos que esse é o objetivo do livro, porém eu queria mais acontecimentos sobre a jovem e sua família, mas em suma foi bastante proveitosa a leitura. Gostei bastante dos três personagens mais presentes nesse livro, que foram a Calpúrnia, o Harry e o seu avô Walter, ambos tem personalidades um pouco diferentes, mas são figuras totalmente atraentes.



  Calpúrnia é uma jovem que merece ser conhecida por todos, ela é uma garota bastante forte e cativante, outro ponto a ser notado que ela é um pouco feminista, mas não gosta de demonstrar muito sobre isso. O livro me trouxe ensinamentos bem importantes, personagens bem contruídos e apesar de sentir falta em mais aprofundamento a respeito da família da protagonista, a leitura, em si, me deixou totalmente satisfeito. Dedico esse livro para quem está a procura de um livro agradável e que seja voltado mais sobre o estudo da vida e dos organismos, com suas estruturas, reprodução e origem.
 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | DESIGN POR LUAN SAMPAIO