19 de março de 2016

AS ESCRITAS DE R.K NAYARAN

Livros cedidos em parceria com a Editora Guarda-Chuva, muito obrigado! 
Já faz um bom tempo que não posto nada por aqui, não é verdade? Pois bem, o meu computador acabou queimando em um dia qualquer durante minhas férias, e acabou sendo difícil manter o contato com vocês por aqui, mas agora eu ganhei um notebook (sem palavras para expressar esse sentimento) e espero permanecer ativo por aqui durante um bom tempo (também irei assistir minhas séries em uma tela maior, puro amor!!!). 

Estou cheio de novidades, e uma delas é que o blog fechou uma parceria com a Editora Guarda-Chuva, e sou eternamente grato pela confiança que depositaram aqui no Entre Utopias, e hoje trago a resenha de três livros publicados, escrito por R.K Nayaran e traduzido por Léa Nachbin - "O Pintor de Letreiros", "O Guia", e "Um Tigre Para Malgudi". As duas últimas obras mencionadas são narradas em primeira pessoa e elas estão em ordens de leitura, o cenário das histórias são em Malgudi, cidade fictícia  localizada na Indía, o autor Rasipuram Krishnaswami Nayaran, inspirou-se em sua terra natal (Madras, atual Chennai) e a que viveu por um bom tempo (Mysore). 

"O Pintor de Letreiros" foi um dos que mais me chamou atenção, tanto que foi um dos primeiros a ser lido, entre os três, esse foi o que mais me simpatizei, Raman - personagem principal e obviamente é um pintor de letreiros - tem alguns pensamentos que acabei me identificando, o local onde este rapaz trabalhava era tranquilo, porém a um tempo atrás acabou ocorrendo um problema na entrega de um letreiro que um advogado havia encomendado para ele, por causa de um erro ortográfico (e isso é descrito de uma forma bem humorada), mas a história também vai envolver um romance com uma cliente, o que só deixa o livro mais interessante a partir dai. 
{nota: ❤ = favorito}
Mais uma história que se passa no Sul da Índia, "O Guia", e desta vez temos um protagonista jovem nomeado Raju, crescido na zona rural que com o tempo acaba gerenciando uma loja de conveniência, e nesta obra o tema principal será uma paixão ardente com a Rosie,  uma mulher insatisfeita com o seu casamento, por ser esposa de um homem machista e que a impede de exercer seu gosto pela dança clássica.  O que mais me chamou atenção é como é escrito o cenário pelo autor, e também as pessoas residentes da cidade (e ah, contando que temos um glossário em cada final livro), sem contar do final que mexeu bastante com meu psicológico
{nota: 4/5}

Por último temos, "Um Tigre Para Malgudi", que a história é associada com "O Pintor de letreiros", por conta da retomada dos locais e a nostalgia dos centros turísticos, mas nele o protagonista será o tigre, Raja, e o seu mestre, a base de todo este enredo será mais o estudo da espiritualidade, com a encarnação, e também questionários a respeito do bem e do mal, e por fim a religiosidade, porém achei essa misticidade um tanto confusa em certas cenas, mas com pontos reflexivos bastantes presentes. 
{nota: 4/5}
Em relação a diagramação e aspectos físicos é só elogios, gostei bastante da textura das páginas e também a fonte está super agradável, ambas as capas lindíssimas, porém gostei mais da divisão de "O Guia" por conta da gravura e da parte de cor preta. Gostaria de que comparecem ambos que comentei e vissem qual (ou quais) mais te chamaram atenção e que apreciem a leitura desde já, garanto que não vão se arrepender, e agradeço novamente a editora pela oportunidade =)
compartilhe as suas mais belas lembranças:
facebook  instagram - pinterest - twitter
 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | DESIGN POR LUAN SAMPAIO